Homens-bomba fazem reféns e matam xiitas em Cabul

Homens armados tomaram reféns em uma mesquita xiita de Cabul nesta terça-feira, 11, segundo informou o Ministério do Interior afegão; "A Embaixada dos EUA em Cabul recebeu relatos de que vários homens-bomba suicidas fortemente armados entraram na Mesquita de Karte Sakhi e podem ter aberto fogo contra os paroquianos", disse um comunicado da embaixada norte-americana;  ataque foi realizado por pelo menos três homens que, vestidos como militares, invadiram a mesquita onde os fiéis se reuniam para celebrar o dia sagrado da Ashura

Homens armados tomaram reféns em uma mesquita xiita de Cabul nesta terça-feira, 11, segundo informou o Ministério do Interior afegão; "A Embaixada dos EUA em Cabul recebeu relatos de que vários homens-bomba suicidas fortemente armados entraram na Mesquita de Karte Sakhi e podem ter aberto fogo contra os paroquianos", disse um comunicado da embaixada norte-americana;  ataque foi realizado por pelo menos três homens que, vestidos como militares, invadiram a mesquita onde os fiéis se reuniam para celebrar o dia sagrado da Ashura
Homens armados tomaram reféns em uma mesquita xiita de Cabul nesta terça-feira, 11, segundo informou o Ministério do Interior afegão; "A Embaixada dos EUA em Cabul recebeu relatos de que vários homens-bomba suicidas fortemente armados entraram na Mesquita de Karte Sakhi e podem ter aberto fogo contra os paroquianos", disse um comunicado da embaixada norte-americana;  ataque foi realizado por pelo menos três homens que, vestidos como militares, invadiram a mesquita onde os fiéis se reuniam para celebrar o dia sagrado da Ashura (Foto: Aquiles Lins)

Agência Sputnik Brasil - Homens armados tomaram reféns em uma mesquita xiita de Cabul nesta terça-feira (11), segundo informou o Ministério do Interior afegão.

"A Embaixada dos EUA em Cabul recebeu relatos de que vários homens-bomba suicidas fortemente armados entraram na Mesquita de Karte Sakhi e podem ter aberto fogo contra os paroquianos", disse um comunicado da embaixada norte-americana.

De acordo com o porta-voz do Ministério do Interior afegão, Sediq Sediqqi, o ataque foi realizado por pelo menos três homens que, vestidos como militares, invadiram a mesquita onde os fiéis se reuniam para celebrar o dia sagrado da Ashura.

As forças de segurança do Afeganistão foram enviadas para o local. Segundo o Khaama Press, o porta-voz do ministério informou posteriormente que o último atacante que ainda resistia dentro da mesquita havia sido morto a tiros, e disse que o número exato de mortos seria divulgado mais tarde. Segundo disse à Sputnik uma fonte do governo, o atentado deixou 16 mortos e 28 feridos. 


Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247