Huawei apresenta impacto negativo de bloqueio dos EUA

O presidente da Huawei, Ren Zhengfei, detalhou nesta segunda-feira (17) o impacto negativo que a empresa chinesa sofrerá como conseqüência das crescentes restrições impostas pelos Estados Unidos visando a deter seu desenvolvimento e expansão global

Prensa Latina - O presidente da Huawei, Ren Zhengfei, detalhou nesta segunda-feira (17) o impacto negativo que a empresa chinesa sofrerá como conseqüência das crescentes restrições impostas pelos Estados Unidos visando a deter seu desenvolvimento e expansão global.

Em um debate público, o executivo revelou que os lucros podem cair devido a uma previsível queda de 40% nas exportações de smartphones.

Ren também mencionou que a Huawei atualmente não pode adquirir componentes, participar de muitas organizações internacionais, trabalhar com universidades e estabelecer contatos com aqueles que usam tecnologia produzida nos Estados Unidos.

No entanto, ele previu uma recuperação até 2021, e disse que tem planos para prosseguir com projetos de pesquisa e desenvolvimento em inovação e descartou demissões em massa de trabalhadores.

Ele negou as acusações feitas pelos EUA de roubo e espionagem de propriedade intelectual e expressou a disposição de assinar acordos com outros países para fortalecer a segurança dos equipamentos e redes fornecidos pela corporação.

"A Huawei contribuiu para a conexão de três bilhões de pessoas nos últimos 30 anos, fez negócios em 30 países do mundo, o que demonstra a segurança de nossos dispositivos", afirmou.

Ele também insistiu na cooperação como a melhor maneira de esclarecer quaisquer dúvidas e resolver de forma aberta, progressista e criativa as possíveis vulnerabilidades derivadas do progresso tecnológico.

Ele ressaltou o compromisso da empresa com a ética e o cumprimento das leis onde quer que ela esteja presente, bem como sua disposição de compartilhar conhecimento em áreas como a 5G, a rede com a maior velocidade de conexão.

Ren ofereceu estas declarações enquanto trocava opiniões com os especialistas norte-americanos George Gilder e Nicholas Negroponte sobre a situação criada pelas barreiras levantadas pela Casa Branca.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247