Incêndio em hospital deixa mais de 35 mortos na Coreia do Sul

Incêndio em um hospital da Coreia do Sul que não tinha um sistema de combate a fogo deixou ao menos 37 mortos e mais de 70 feridos, na mais recente tragédia a levantar preocupações sobre os padrões de segurança do país; incêndio é o mais letal a acontecer na Coreia do Sul em ao menos uma década e ocorre depois de outro incêndio que deixou 29 mortos em uma academia no mês passado

Incêndio em hospital da Coreia do Sul deixa ao menos 37 mortos
Incêndio em hospital da Coreia do Sul deixa ao menos 37 mortos (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - Um incêndio em um hospital da Coreia do Sul que não tinha um sistema de combate a fogo deixou ao menos 37 mortos e mais de 70 feridos nesta sexta-feira, disseram autoridades, na mais recente tragédia a levantar preocupações sobre os padrões de segurança do país.

Muitos pacientes "atravessaram fogo e fumaça" para escapar do incêndio no hospital Sejong, na cidade de Miryang, uma vez que a principal saída do prédio ficava no primeiro andar, que estava em chamas, disse uma autoridade da cidade à Reuters.

Outros pacientes usaram escadas e escorregadores de emergência para fugir de andares mais altos, e bombeiros carregaram diversas pessoas que não conseguiam andar.

O incêndio é o mais letal a acontecer na Coreia do Sul em ao menos uma década e ocorre depois de outro incêndio que deixou 29 mortos em uma academia no mês passado.

Uma lista colocada por bombeiros do lado de fora do hospital identificou ao menos 26 das vítimas por nome. Com idades variando de 35 a 96 anos, ao menos 20 das vítimas tinham mais de 70 anos.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247