Incidente com carro deixa feridos em Londres; caso não é tratado como terrorismo

A polícia de Londres disse neste sábado que vários pedestres ficaram feridos perto do Museu de História Natural e que um homem foi detido no lugar, mas que o caso não está sendo tratado como terrorismo; de acordo com a mídia britânica, um carro invadiu a calçada perto da atração turística

A polícia de Londres disse neste sábado que vários pedestres ficaram feridos perto do Museu de História Natural e que um homem foi detido no lugar, mas que o caso não está sendo tratado como terrorismo; de acordo com a mídia britânica, um carro invadiu a calçada perto da atração turística
A polícia de Londres disse neste sábado que vários pedestres ficaram feridos perto do Museu de História Natural e que um homem foi detido no lugar, mas que o caso não está sendo tratado como terrorismo; de acordo com a mídia britânica, um carro invadiu a calçada perto da atração turística (Foto: Gisele Federicce)

LONDRES (Reuters) - A polícia de Londres disse neste sábado que vários pedestres ficaram feridos perto do Museu de História Natural e que um homem foi detido no lugar, mas que o caso não está sendo tratado como terrorismo.

De acordo com a mídia britânica, um carro invadiu a calçada perto da atração turística.

A Polícia Metropolitana de Londres descreveu o incidente em South Kensington, na zona oeste de Londres, como uma colisão e disse que o motivo do incidente ainda está sob investigação.

"Os inquéritos para se entender as circunstâncias e o motivo ainda estão sendo feitos", destacou a polícia.

Um porta-voz disse que o incidente não está sendo considerado terrorismo por ora. Mais cedo, a polícia havia afirmado que um suspeito tinha sido preso, mas depois explicou que apenas o deteve no lugar.

Uma testemunha ouvida pela Reuters disse que havia um grande número de policiais, incluindo oficiais armados e paramédicos no local, embora prevalecesse a calma na região.

O museu disse no Twitter que está trabalhando com a polícia após um "sério incidente" do lado de fora do prédio e que irá dar mais informações posteriormente.

Um porta-voz do museu acrescentou que ninguém está mais liberado de entrar no prédio e que os que já estavam lá dentro estão deixando o lugar por uma saída diferente.

Por Michael Holden

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247