Irã abandonará acordo nuclear se não houver compensações

O presidente do Irã, Hasan Rohani, advertiu que seu país abandonará o Plano Integral de Ação Conjunta (JCPOA, em inglês) ou acordo nuclear, se não houver compensações

O presidente do Irã, Hasan Rohani, advertiu que seu país abandonará o Plano Integral de Ação Conjunta (JCPOA, em inglês) ou acordo nuclear, se não houver compensações
O presidente do Irã, Hasan Rohani, advertiu que seu país abandonará o Plano Integral de Ação Conjunta (JCPOA, em inglês) ou acordo nuclear, se não houver compensações (Foto: Reinaldo)

247, com Prensa Latina - Rohani emitiu essa opinião durante uma conversa terça-feira (12) com o chefe do Estado francês, Emmanuel Macron, a quem agradeceu a posição de Paris para salvar o convênio, informa nesta quarta-feira a agência local Irna.

No entanto, o primeiro governante iraniano considerou que esses esforços carecerão de valor se não forem materializados em ações e medidas benéficas para a nação persa.

Por sua vez, o escritório da Presidência francesa, reproduziu as declarações de Macron em relação aos gerenciamentos do lado europeu para salvar o acordo e suas esperanças de que Irã cumpra com suas obrigações sem nenhuma ambiguidade.

Também confirmou a realização de um encontro ministerial entre todos os signatários do Jcpoa, França, Reino Unido, China, Rússia e Alemanha, previsto para as próximas semanas em Viena.

O presidente estadunidense Donald Trump ordenou em maio último a retirada oficial de Washington do pacto com o Irã e este último impôs limites para analisar proposições das contrapartes.

Até agora, a parte europeia só manifestou desacordo com a adoção de Trump, porém, concretamente se desconhece como salvarão sua responsabilidade com o JCPOA sem desagradar seu aliado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247