Irã anuncia avanços no programa nuclear e 4 reatores

Ahmadinejad supervisionou a instalao da primeira barra de combustveis fabricada no Ir em um reator de pesquisas no norte do pas

Irã anuncia avanços no programa nuclear e 4 reatores
Irã anuncia avanços no programa nuclear e 4 reatores (Foto: REUTERS)

O Irã anunciou nesta quarta-feira que realizou dois grandes avanços no seu programa nuclear na direção de produzir combustível para suas usinas, uma medida desafiadora em resposta às crescentes tensões com Israel e o Ocidente por causa da sua controversa atividade de enriquecimento do urânio. O presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad disse que o país construirá mais quatro reatores nucleares de pesquisas, que se acrescentarão a um que já opera no país. Ahmadinejad supervisionou a instalação da primeira barra de combustíveis fabricada no Irã em um reator de pesquisas no norte do país, informou a agência estatal IRNA. Ao mesmo tempo, a agência de notícias Fars informou que "uma nova geração de centrífugas iranianas" foi instalada e elas começaram a operar na maior usina nuclear do país, em Natanz, no Irã central.

Ao mesmo tempo em que anunciou avanços em tecnologia atômica, o Irã voltou a declarar que está pronto a discutir a questão do seu programa nuclear. O pedido foi feito oficialmente em carta pelo negociador nuclear iraniano Saed Jalili à chefe de política externa da União Europeia (UE), Catherine Ashton, que nesta quarta-feira confirmou ter recebido a proposta iraniana. "Nós recebemos a carta do Dr. Jalili e a estudamos cuidadosamente e consultamos o conteúdo com os nossos parceiros", disse Maja Kocijancic, a porta-voz de Ashton, em Bruxelas.

O Irã desenvolveu "uma quarta geração de centrífugas", feitas de fibra de carbono, que são "mais velozes, geram menos resíduos e ocupam menos espaço, enquanto atingem velocidades muito rápidas para purificar o urânio", informou a TV estatal. O Irã também criou suas próprias barras de combustível enriquecido a 20% para um reator de pesquisas em Teerã. A TV também anunciou que o Irã obteve avanços para enriquecer urânio a 20% na usina de Natanz, além das atividades para enriquecimento de urânio já realizadas no local. Para a produção de armas nucleares, é necessário enriquecer o urânio a cerca de 90%. Até agora, o Irã tem sido capaz de enriquecer o Urânio em até 5% e recentemente anunciou que poderia enriquecer o mineral a 20%.

Notícias divulgadas mais cedo, de que o Irã havia suspenso hoje a exportação de petróleo para seis países da União Europeia (UE) foram desmentidas mais tarde pelos governos do Irã, da UE e da Itália. Segundo o Irã, a medida, se for tomada, será discutida pelo Conselho Supremo do país. O embargo europeu à compra de petróleo iraniano entrará em vigor efetivo em 1º de julho. O Irã reagiu ameaçando cortar imediatamente as exportações de petróleo à UE, mas a medida não foi tomada na prática.

O chefe da Organização de Energia Atômica do Irã, Fereydoon Abbasi Davani, disse que as centrífugas que começaram a ser ativadas hoje "triplicarão a capacidade do Irã enriquecer urânio". Segundo ele, "essa é uma resposta forte à toda a atividade de sabotagem realizada pelo Ocidente". O Irã acusa os Estados Unidos, a Grã-Bretanha e Israel de conduzirem uma campanha de assassinatos contra os seus terroristas nucleares. Os países ocidentais negam que tal campanha exista e acusam o Irã de desenvolver um programa nuclear com objetivos militares para construir bombas atômicas, algo que Teerã nega.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247