Irã diz que continuará a construir mísseis

O presidente do Irã, Hasan Rohani, disse nesta segunda-feira (11) que o país continuará a construir mísseis e que os inimigos não são capazes de enfraquecer a nação persa;em seu discurso em Teerã para comemorar o 40º aniversário da vitória da Revolução Islâmica, Rohani falou sobre a força militar do país e dos esforços em curso do país para melhorar a capacidade defensiva

Irã diz que continuará a construir mísseis
Irã diz que continuará a construir mísseis (Foto: Vahid Salemi)

247, com HispanTV - O presidente do Irã, Hasan Rohani, disse nesta segunda-feira (11) que o país continuará a construir mísseis e que os inimigos não são capazes de enfraquecer a nação persa.

Em seu discurso em Teerã para comemorar o 40º aniversário da vitória da Revolução Islâmica, Rihani falou sobre a força militar do país e dos esforços em curso do país para melhorar a capacidade defensiva.

"Nós não pediremos permissão a ninguém para construir mísseis anti-tanque, anti-aéreos, terra-terra, mar-mar e ar-ar", disse Rohani, destacando o progresso da indústria militar e de defesa do Irã, evidenciado nos caças, helicópteros, fragatas e submarinos de fabricação nacional.

Rohani também garante que o Irã está determinado a fortalecer seus programas de mísseis balísticos, apesar das pressões de outros países.

Por outro lado, ele apontou que "a presença do povo hoje em todo o Irã significa que as tramas dos inimigos foram neutralizadas. Essa presença mostra que o inimigo nunca alcançará seus objetivos perversos e que o caminho que escolhemos há 40 anos permanecerá o mesmo ".

O Irã, com o islamismo e o republicanismo como exemplos, a base da República Islâmica, neutralizou todos os planos e conspirações contra ele nos últimos 40 anos, diz Rohani.

O chefe do Estado persa, além disso, apontou o desenvolvimento econômico, científico, militar, industrial e agrícola, entre outros campos, da República Islâmica como parte das conquistas da Revolução Islâmica.

Rohani denunciou a "guerra psicológica e econômica" dos Estados Unidos contra o Irã, assegurando que o povo o derrotará com sua "unidade".

O presidente se referiu à campanha de pressão, incluindo sanções, lançada por Washington contra a República Islâmica e mais uma vez destacou o papel da unidade na resistência aos embargos dos EUA.

Os iranianos, na marcha desta segunda-feira, mostraram sua lealdade aos ideais da revolução e condenaram as políticas hostis dos países ocidentais contra a República Islâmica.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247