Irã diz que os EUA não devem falar com linguagem de ameaça

Os adversários do Irã não podem usar a 'linguagem de ameaça' quando falam com o país, afirma o presidente do parlamento iraniano durante reunião com chefes de missões diplomáticas iranianas no exterior

Irã diz que os EUA não devem falar com linguagem de ameaça
Irã diz que os EUA não devem falar com linguagem de ameaça

247, com HispanTV - "O desenvolvimento do Irã no setor de mísseis tem sido significativo e valioso, na medida em que os inimigos sabem que não podem falar com o Irã com linguagem de ameaça e guerra", disse no domingo (22) Ali Lariyani, presidente da Assembleia Consultiva Islâmica do Irã, o parlamento do país.

Em declarações feitas durante encontro em Teerã, capital iraniana, com os chefes das missões diplomáticas do Irã no exterior, Lariyani destacou a alta capacidade defensiva da República Islâmica, que a protege das ameaças.

Lariyani fez também referência à saída unilateral dos Estados Unidos do acordo nuclear com o Irã, conhecido oficialmente como Plano Integral de Ação Conjunta (JCPOA, na sigla em inglês) — como uma medida alinhada com as prévias infrações de Washington sobre o acordo, enquanto "o Irã desde o início cumpria seus compromissos" a este respeito.

Com tais medidas na esfera internacional, acentuou Lariyani, Washington levou o mundo a um "período de ignorância". "Os EUA se comportam com ignorância com o Irã, assim como faz com muitos outros países", lamentou.

Em alusão às circunstâncias criadas pela saída dos EUA do acordo multinacional sobre o programa de energia nuclear iraniano e as medidas que os países europeus poderiam adotar a respeito, o presidente do Poder Legislativo iraniano instou a Europa a não fazer "generalizações" sobre as decisões a respeito das relações bancárias e petroleiras.

O presidente do Irã, Hasan Rohani, por sua parte, se reuniu no domingo separadamente com os chefes das missões diplomáticas do Irã no exterior, advertindo para as políticas anti-iranianas da administração estadunidense sob a presidência de Donald Trump, e alertou que uma guerra com o Irã seria a mãe de todas as guerras.

 

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247