Irã diz que pode voltar a derrubar drones americanos

O contra-almirante iraniano Hossein Khanzadi, comunicou nesta segunda-feira (24) que a derrubada do drone de espionagem americano pode vir a acontecer novamente

Sputnik - O contra-almirante iraniano Hossein Khanzadi, comunicou nesta segunda-feira (24) que a derrubada do drone de espionagem americano pode vir a acontecer novamente.

"Todos viram o abate do drone não tripulado […] Posso garantir que esta resposta firme pode ser repetida, e o inimigo sabe disso", disse o comandante da Marinha do Irã à agência de notícias Tasnim.

Neste domingo (23), o ministro iraniano das Relações Exteriores, Mohammed Javad Zarif, publicou um mapa detalhado em seu Twitter que, segundo ele, mostra outro drone de reconhecimento dos EUA invadindo o espaço aéreo iraniano no dia 26 de maio.

Previamente, o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que, após o incidente envolvendo a derrubada da aeronave americana, Washington planejou um ataque de retaliação, que foi abortado minutos antes do seu início. Segundo estimativas do Pentágono, Trump observou que o ataque aéreo poderia ter levado à morte de cerca de 150 iranianos, o que considerou uma resposta desproporcional.

Além disso, a Casa Branca também introduziu uma nova rodada de sanções contra a República Islâmica.  No dia 20 de junho, Teerã derrubou um drone espião americano RQ-4 Global Hawk, que Teerã afirmou estar violando o espaço aéreo iraniano. Os militares norte-americanos confirmaram que o avião havia sido abatido, alegando, no entanto, que estava voando no espaço aéreo internacional no estreito de Ormuz.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247