Irã recorda o general Soleimani no primeiro aniversário de seu assassinato pelos EUA

Também no Iraque, onde foi assassinado, foram homenageados Soleimani e o general iraquiano Abu Mahdi al-Muhandis, que morreu ao lado dele no ataque. O militar iraniano foi assassinado pelos Estados Unidos em um ataque ordenado e dirigido pessoalmente por Donald Trump

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Irã celebra a memória do general Soleimani na passagem do primeiro aniversário do seu assassinato a mando do presidente dos EUA, Donald Trump. O governo iraniano acusa os EUA de terem cometido "um ato de terrorismo internacional".

Foi assim que o ministro das Relações Exteriores iraniano, Mohamad Yavad Zarif, se expressou neste fim de semana, descrevendo o general Soleimani como "a força mais eficaz na luta contra a Al Qaeda e o Estado Islâmico".

"Ao cometer um ato covarde de terrorismo contra o general Soleimani, os EUA violaram a lei internacional e a Carta das Nações Unidas (ONU), em uma violação flagrante da soberania iraquiana", disse ele em sua conta no Twitter. "O Irã não vai descansar até que leve os responsáveis ​​à justiça", disse ele.

Os Estados Unidos reivindicaram a morte de Soleimani na época como um recurso necessário "para proteger o pessoal americano no exterior".

O Pentágono, que especificou que foi o presidente dos EUA Donald Trump quem liderou o ataque, explicou em um comunicado que Soleimani "estava desenvolvendo ativamente planos para atacar diplomatas americanos no Iraque e em toda a região".

Em um discurso público no domingo, o porta-voz do Corpo da Guarda da Revolução Islâmica (IRGC), Brigadeiro General Ramezan Sharif, acusou os Estados Unidos de saquear os países da região e elogiou o falecido general como um dique de contenção que "frustrou a trama dos EUA para desintegrar os estados regionais", informa a Telesul.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email