Irã responsabiliza EUA por eventual confronto militar

O vice-ministro das Relações Exteriores do Irã, Seyed Abbas Araqchi, alertou nesta terça-feira (30) para a possibilidade de confrontos entre as forças iranianas e norte-americanas, tanto no golfo Pérsico como em outros lugares, responsabilizando de antemão o governo dos EUA por eventuais conflitos armados

Irã responsabiliza EUA por eventual confronto militar
Irã responsabiliza EUA por eventual confronto militar
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O vice-ministro das Relações Exteriores do Irã, Seyed Abbas Araqchi, alertou nesta terça-feira (30) para a possibilidade de confrontos entre as forças iranianas e norte-americanas, tanto no golfo Pérsico como em outros lugares, responsabilizando de antemão o governo dos EUA por eventuais conflitos armados.

"As duas forças, que se consideraram mutuamente como grupos terroristas, podem se envolver em confrontos no golfo Pérsico ou em qualquer outra região", declarou o vice-ministro do Irã no Instituto de Pensamento Estratégico, na Turquia.

No caso de o pior dos cenários acontecer entre o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC, na sigla em inglês) e o Comando Central dos EUA (CENTCOM), "não há dúvidas de que os EUA serão os responsáveis por essa situação", acrescentou Araqchi, citado pela agência iraniana FARS.

Em 8 de abril os EUA classificaram o IRGC, força de elite iraniana, como organização terrorista.

Em resposta a esta medida dos EUA, o Irã definiu o Comando Central dos EUA e as suas forças integrantes no Oriente Médio e Ásia como organização terrorista.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247