Irã substitui a francesa Total pela chinesa CNPC em projeto de gás

A empresa estatal chinesa CNPC substituiu a francesa Total no projeto bilionário iraniano de gás de South Pars, afirmou o ministro iraniano do Petróleo, Bijan Zanganeh, segundo a agência de notícias ICANA, neste domingo (25)

Irã substitui a francesa Total pela chinesa CNPC em projeto de gás
Irã substitui a francesa Total pela chinesa CNPC em projeto de gás
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Reuters - A empresa estatal chinesa CNPC substituiu a francesa Total no projeto bilionário iraniano de gás de South Pars, afirmou o ministro iraniano do Petróleo, Bijan Zanganeh, segundo a agência de notícias ICANA, neste domingo (25).

"A CNPC da China substituiu oficialmente a Total na 11ª fase de South Pars, mas ainda não iniciou as operações. As negociações precisam ser realizadas com a CNPC... sobre quando irá iniciá-las", disse Zanganeh à ICANA, sem dar mais detalhes.

A Total, que tinha participação de 50,1 por cento no projeto, e a CNPC não puderam ser contatadas imediatamente para comentar o assunto.

A companhia francesa declarou em agosto que havia dito às autoridades iranianas que se retiraria do projeto de gás South Pars após o Irã falhar ao tentar obter uma isenção das sanções dos EUA.

Em maio, fontes da indústria disseram que a CNPC estava pronta para assumir a participação da Total no projeto.

O campo offshore, que o Irã chama de South Pars e o Catar, de North Field, abriga as maiores reservas de gás natural do mundo já encontradas em um só lugar.

A CNPC já detém uma participação de 30 por cento no campo gigante, enquanto a PetroPars, subsidiária da National Iranian Oil Company, detém 19,9 por cento.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247