Israel eleva nível de alerta após ataques no exterior

Ataques a bomba ocorreram ontem contra diplomatas na ndia e na Gergia; suspeita de que o autor seja um iraniano, que carregava explosivos e explodiu as prprias pernas em Bangcoc, na Tailndia

Israel eleva nível de alerta após ataques no exterior
Israel eleva nível de alerta após ataques no exterior (Foto: PARIVARTAN SHARMA/REUTERS)

A polícia elevou o estado de alerta em todo território de Israel nesta terça-feira após os ataques a bomba contra diplomatas na Índia e na Geórgia. Autoridades também tentavam determinar se israelenses seriam o alvo de um possível ataque de um iraniano, que carregava explosivos e explodiu as próprias pernas em Bangcoc, capital da Tailândia.

Segundo autoridades tailandesas, o iraniano foi responsável pelas três explosões em Bangcoc, que deixaram quatro pessoas feridas, incluindo o autor. O porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, Yigal Palmor, disse que não há sinais imediatos de que os alvos eram israelenses ou judeus "mas não podemos descartar essa possibilidade".

Israel responsabilizou o Irã pelos ataques de segunda-feira na Índia e na Geórgia. Funcionários do governo disseram que os ataques, que tiveram como alvo diplomatas israelenses, foram apenas os primeiros de uma série contra alvos israelenses realizados pelo Irã e por seu aliado, o grupo libanês Hezbollah.

Já o Irã acusa os israelenses de estarem por trás de uma série de assassinatos de cientistas nucleares e de sabotagens em seu programa nuclear. Israel, assim como vários países ocidentais, acredita que o Irã tenha como objetivo a fabricação de armas nucleares.

Em Israel, o porta-voz da polícia Micky Rosenfeld disse que a segurança foi reforçada em locais públicos, embaixadas e escritórios estrangeiros, assim como no aeroporto internacional Ben-Gurion. Segundo ele, as patrulhas foram intensificadas e a polícia foi instruída a permanecer especialmente vigilante.

Na Índia, os investigadores procuram o que chamaram de um assassino muito bem treinado, que estava numa motocicleta e colocou uma bomba com um ímã num carro diplomático de Israel em Nova Délhi, cuja explosão feriu quatro pessoas, um delas com gravidade.

Israel enviou cientistas forenses para Nova Délhi para que participem da investigação, informou um graduado funcionário do governo. A embaixada negou-se a fornecer detalhes da investigação.

O Irã negou a responsabilidade pelo ataque na Índia, assim como o ataque frustrado contra um veículo diplomático na Geórgia, que parece refletir o método usado nos assassinatos de cientistas nucleares, pelos quais Teerã responsabiliza Israel.

Os ataques intensificaram as já altamente tensas relações entre Teerã e Israel. Israel não acredita nas afirmações iranianas de que seu programa nuclear tem como objetivo a produção de eletricidade e suas ameaças de um ataque militar tornaram-se mais ameaçadoras nas últimas semanas. As informações são da Associated Press.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247