Itália prorroga proibição de demissões até março de 2021 devido ao avanço da pandemia

Primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, anunciou que o governo irá prorrogar a proibição de demissões até o dia 21 de março do próximo ano em função do avanço da Covid-19

(Foto: Reuters/Yara Nardi)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Governo da Itália anunciou que irá prorrogar até o dia 21 de março do próximo ano a proibição de demissões no país em função do avanço da Covid-19. As exceções previstas são os casos de falências ou o fechamento das atividades.

"Estamos vivendo uma situação complexa, com tanta preocupação e sofrimento. Por isso, o governo acredita ser necessário fazer mais um esforço financeiro e dar uma mensagem de segurança e certeza ao mundo do trabalho”, disse o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, segundo a agência de notícias Ansa. 

As demissões na Itália estão proibidas desde março nas empresas que receberam desonerações fiscais durante a pandemia, além do chamado "caixa integração", quando o governo se comprometeu a ajuda a pagar o salário dos trabalhadores que tiveram seus contratos suspensos ou reduzidos. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247