Itamaraty convida Coreia do Norte para posse de Bolsonaro

O Ministério de Relações Exteriores convidou representantes da República Democrática Popular da Coreia, a Coreia do Norte, para a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), no dia 1º de janeiro; usando como argumento que se tratam de ditaduras, Bolsonaro e seus representantes desconvidaram os governos da Venezuela e de Cuba para a cerimônia

Itamaraty convida Coreia do Norte para posse de Bolsonaro
Itamaraty convida Coreia do Norte para posse de Bolsonaro
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério de Relações Exteriores convidou representantes da República Democrática Popular da Coreia, a Coreia do Norte, para a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), no dia 1º de janeiro. 

A informação foi confirmada pelo Itamaraty ao blog do jornalista Vicente Nunes, do Correio Braziliense. "Foram convidados para a cerimônia de posse presidencial países com os quais o Brasil mantém relações diplomáticas, incluindo aquele citado em sua mensagem (Coreia do Norte)", disse Itamaraty.

Usando como argumento que se tratam de ditaduras, Bolsonaro e seus representantes desconvidaram os governos da Venezuela e de Cuba para a cerimônia.

A regra para o convite extensivo foi definida pela equipe de Bolsonaro, e a organização da cerimônia ocorre com a participação de integrantes do atual e do futuro governo. O regime comunista de Kim Jong-un é constantemente criticado pela comunidade internacional por violações dos direitos humanos e civis de seus cidadãos e estrangeiros.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email