Japão acusa Coreia do Norte de lançar mísseis capazes de 'enganar' defesa antiaérea

O ministro japonês da Defesa, Takeshi Iwai, afirmou que Pyongyang estaria desenvolvendo novos tipos de mísseis que podem ser difíceis de interceptar pelos sistemas existentes de defesa antimísseis.

Mísseis Coreia do Norte
Mísseis Coreia do Norte (Foto: Sputnik)

Sputnik - O ministro japonês da Defesa, Takeshi Iwai, afirmou que Pyongyang estaria desenvolvendo novos tipos de mísseis que podem ser difíceis de interceptar pelos sistemas existentes de defesa antimísseis.

"A Coreia do Norte parece estar desenvolvendo mísseis com uma trajetória baixa incomum, destinados a iludir a defesa antimíssil", afirmou o ministro nesta terça-feira (27).

Iwai comunicou ainda que há a possibilidade de que a Coreia do Norte esteja buscando melhorar a precisão e as características furtivas de seus mísseis para que eles não sejam detectados antes de serem lançados.

Além disso, o diplomata japonês destacou que existe o perigo de Pyongyang utilizar esses mísseis com um maior alcance. 

Recentemente, a Coreia do Norte testou dois projéteis que, de acordo com o chefe do departamento militar japonês, eram novos tipos de mísseis balísticos de curto alcance. 

Em 24 de agosto, foi relatado que a Coreia do Norte testou seu sistema de foguetes de lançamento múltiplo de "calibre supergrande". egundo o Estado-Maior da Coreia do Sul, os projéteis atingiram uma altitude máxima de cerca de 100 km e voaram aproximadamente 380 km em direção ao mar do Japão (também conhecido como mar do Leste) a partir da província oriental de Hamgyong do Sul. 

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse anteriormente que o líder norte-coreano Kim Jong-un prometeu suspender os lançamentos após o fim dos exercícios militares conjuntos de Washington e Seul, que ocorreram entre os dias 5 e 20 de agosto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247