Jogadores chilenos criticam neoliberalismo que motivou protestos no país

País governado por Sebastián Piñera é alvo de uma convulsão social, com intensas manifestações, desde a semana passada

Claudio Bravo
Claudio Bravo (Foto: Reprodução)

Revista Fórum - Diferente dos jogadores brasileiros, que quase nunca se posicionam sobre questões que ultrapassam as quatro linhas de um campo de futebol, atletas da seleção chilena estão usando as suas redes sociais para tecer críticas ao governo Piñera e suas medidas neoliberais. Os jogadores lembram que as manifestações são resultado de equivocadas medidas econômicas.

“Eles venderam nossa água, eletricidade, gás, educação, saúde, aposentadoria, remédios, nossas estradas, florestas, o Deserto do Atacama, as geleiras, o transporte para a iniciativa privada. Algo mais? Não será muito. Não queremos um pouco de Chile. Queremos um Chile de todos. Chega”, declarou o goleiro Claudio Bravo.

Leia mais na Fórum.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247