Juiz dos EUA aprova multa de US$ 2,6 bi para Odebrecht por corrupção

Juiz norte-americano sentenciou nesta segunda-feira a Odebrecht a pagar 2,6 bilhões de dólares em multas em caso criminal de corrupção, assinando acordo entre a empresa e autoridades brasileiras, norte-americanas e suíças; juiz distrital Raymond Dearie disse em uma audiência na corte federal do Brooklyn que cerca de 93 milhões de dólares serão destinados aos EUA, 2,39 bilhões de dólares ao Brasil e 116 milhões de dólares à Suíça

Juiz norte-americano sentenciou nesta segunda-feira a Odebrecht a pagar 2,6 bilhões de dólares em multas em caso criminal de corrupção, assinando acordo entre a empresa e autoridades brasileiras, norte-americanas e suíças; juiz distrital Raymond Dearie disse em uma audiência na corte federal do Brooklyn que cerca de 93 milhões de dólares serão destinados aos EUA, 2,39 bilhões de dólares ao Brasil e 116 milhões de dólares à Suíça
Juiz norte-americano sentenciou nesta segunda-feira a Odebrecht a pagar 2,6 bilhões de dólares em multas em caso criminal de corrupção, assinando acordo entre a empresa e autoridades brasileiras, norte-americanas e suíças; juiz distrital Raymond Dearie disse em uma audiência na corte federal do Brooklyn que cerca de 93 milhões de dólares serão destinados aos EUA, 2,39 bilhões de dólares ao Brasil e 116 milhões de dólares à Suíça (Foto: Aquiles Lins)

(Reuters) - Um juiz norte-americano sentenciou nesta segunda-feira a Odebrecht a pagar 2,6 bilhões de dólares em multas em caso criminal de corrupção, assinando acordo entre a empresa e autoridades brasileiras, norte-americanas e suíças.

O juiz distrital Raymond Dearie disse em uma audiência na corte federal do Brooklyn que cerca de 93 milhões de dólares serão destinados aos EUA, 2,39 bilhões de dólares ao Brasil e 116 milhões de dólares à Suíça.

(Por Brendan Pierson)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247