Justiça bloqueia US$ 40 mi da Odebrecht no Equador

O juiz do Equador Gustavo Brito aceitou um pedido feito pelo Ministério Público do país para bloquear mais de US$ 40 milhões em pagamentos devidos pela Refinería del Pacífico e pela Empresa Pública del Agua para a Odebrecht; pedido havia sido feito em regime de urgência, para que os pagamentos fossem suspensos enquanto as investigações de pagamento de propina estejam sendo conduzidas no país

Logo da Odebrecht em Lima, capital do Peru. 28/06/2016 REUTERS/Janine Costa
Logo da Odebrecht em Lima, capital do Peru. 28/06/2016 REUTERS/Janine Costa (Foto: Gisele Federicce)

247 - A Justiça do Equador bloqueou US$ 40 milhões em pagamentos que seriam feitos à Odebrecht no país.

O juiz Gustavo Brito aceitou um pedido feito pelo Ministério Público local para bloquear o montante em pagamentos devidos pela Refinería del Pacífico e pela Empresa Pública del Agua para a empreiteira brasileira.

O pedido havia sido feito em regime de urgência na semana passada, para que os pagamentos fossem suspensos enquanto as investigações de pagamento de propina estejam sendo conduzidas no país.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247