Justiça do Equador confirma condenação de ex-vice-presidente por caso Odebrecht

Condenado por corrupção passiva, Jorge Glas foi acusado de receber US$ 13,5 milhões da empreiteira, mas também foi denunciado por peculado, por irregularidades na concessão de um campo de petróleo

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A justiça do Equador confirmou nesta quarta-feira (16) a condenação do ex-vice-presidente Jorge Glas, por receber subornos milionários do grupo Odebrecht. A pena é de seis anos de prisão.

Condenado por corrupção passiva, ele foi acusado de receber US$ 13,5 milhões da empreiteira, mas também foi denunciado por peculado, por irregularidades na concessão de um campo de petróleo.

Glas foi vice do presidente Rafael Correa entre 2013 e 2017, e do atual mandatário Lenín Moreno até maio de 2017. Ele poderá recorrer à Corte Constitucional.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247