Justiça do Peru ordena prisão preventiva para o ex-presidente PPK

Um tribunal do Peru ordenou nesta sexta-feira 36 meses de prisão preventiva do ex-presidente Pedro Pablo Kuczynski (conhecido como PPK) dentro de mais uma etapa da investigação do caso Odebrecht; ele está internado numa clínica na capital Lima por conta de problemas cardíacos e é suspeito de lavagem de dinheiro com agravante de participação em organização criminosa

Justiça do Peru ordena prisão preventiva para o ex-presidente PPK
Justiça do Peru ordena prisão preventiva para o ex-presidente PPK

247 - Um tribunal do Peru ordenou nesta sexta-feira 36 meses de prisão preventiva do ex-presidente Pedro Pablo Kuczynski (conhecido como PPK) dentro de mais uma etapa da investigação do caso Odebrecht. Ele está internado numa clínica na capital Lima por conta de problemas cardíacos e é suspeito de lavagem de dinheiro com agravante de participação em organização criminosa. A informação é do Jornal o Globo. 

Kuczynski já vinha cumprindo dez dias de prisão provisória, que acabam neste sábado, pelo mesmo caso. Na última semana, o ex-presidente se submeteu a uma operação cardíaca, depois de ter passado mal na prisão, e continua internado desde então. Já havia também sido proibido de deixar o Peru por 18 meses.

O juiz Jorge Chávez Tamariz argumentou que há elementos convincentes para ligar Kuczynski ao crime de lavagem de dinheiro. Entretanto, rejeitou os pedidos da procuradoria para que Gloria Kisic Wagner e José Luis Bernaola, secretária e motorista do ex-presidente, também recebessem ordens de 36 meses de prisão preventiva. Eles deverão se apresentar regularmente à Justiça.

 A ordem de prisão preventiva contra Kuczynski foi apoiada pelo promotor José Domingo Pérez, que, depois de avaliar o relatório médico do ex-chefe de Estado, afirmou que não mudará para o regime de prisão domiciliar o pedido inicialmente formulado.

César Nakazaki, advogado de Kuczynski, informou que vai apelar da decisão por “considerá-la injusta com uma pessoa com problemas de saúde”. O ex-presidente seria avisado da ordem de prisão na clínica.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247