Kamala Harris é a primeira mulher eleita vice-presidente dos Estados Unidos

Ela foi a primeira procuradora distrital de São Francisco e a primeira mulher negra da Califórnia a ser eleita procuradora-geral

Kamala Harris
Kamala Harris (Foto: REUTERS/Elijah Nouvelage)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - Kamala Harris fez história neste sábado com sua eleição como vice-presidente de Joe Biden, tornando-se a primeira mulher, a primeira negra americana e a primeira asiático-americana a ganhar o segundo maior cargo nos Estados Unidos.

Harris, de 56 anos, é amplamente vista como uma candidata natural para a indicação do Partido Democrata em 2024, caso Biden, que fará 78 anos em sua posse, em 20 de janeiro, decida não buscar um segundo mandato. Ela não se pronunciou publicamente sobre tais especulações.

A Edison Research e as principais redes de televisão dos EUA projetaram sua vitória no sábado, com base nos resultados finais não oficiais, embora o presidente em exercício, o republicano Donald Trump, tenha prometido continuar lutando nos tribunais.

Senadora norte-americana da Califórnia, Harris tem um histórico de tetos de vidro quebrados. Ela foi a primeira procuradora distrital de São Francisco e a primeira mulher negra da Califórnia a ser eleita procuradora-geral.

Sua experiência em justiça criminal pode ajudar o governo Biden a lidar com as questões de igualdade racial e policiamento depois que o país foi varrido por protestos neste ano. Ela deve ser uma das principais consultoras em nomeações judiciais.

Harris, cuja mãe e o pai emigraram da Índia e da Jamaica, respectivamente, tinha como objetivo se tornar a primeira mulher presidente dos EUA quando competiu contra Biden e outros pela indicação do partido em 2020.

Ela desistiu da disputa em dezembro passado depois de uma campanha prejudicada por suas opiniões vacilantes sobre saúde e indecisão sobre abraçar seu passado como promotora.

[...]

Em vídeo, Kamala comemora vitória em ligação com Joe Biden. Assista:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email