Kerry tenta impedir que Rússia anexe a Crimeia

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, disse em telefonema ao chanceler russo, Sergei Lavrov, que qualquer passo da Rússia para anexar a região ucraniana da Crimeia fecharia as portas para a diplomacia

U.S. Secretary of State John Kerry speaks during a news conference at the David Citadel Hotel in Jerusalem January 5, 2014. Kerry voiced support for direct South Sudanese peace talks set to begin on Sunday and cautioned against any use of force to try to
U.S. Secretary of State John Kerry speaks during a news conference at the David Citadel Hotel in Jerusalem January 5, 2014. Kerry voiced support for direct South Sudanese peace talks set to begin on Sunday and cautioned against any use of force to try to (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

WASHINGTON, 8 Mar (Reuters) - O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, disse em telefonema ao chanceler russo, Sergei Lavrov, que qualquer passo da Rússia para anexar a região ucraniana da Crimeia fecharia as portas para a diplomacia, afirmou uma autoridade do Departamento de Estado dos Estados Unidos.

"Ele deixou claro que a continuidade da intensificação militar e da provocação na Crimeia ou em qualquer outra parte da Ucrânia, junto com passos para anexar a Crimeia à Rússia, fecharia qualquer espaço disponível para a diplomacia, e ele apelou pela máxima moderação", disse a autoridade.

(Reportagem de Arshad Mohammed)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email