Lavrov telefona para Pompeo e fala em 'graves consequências'

O chanceler russo, Sergey Lavrov, criticou a influência dos Estados Unidos na crise venezuelana; pelo telefone, Lavrov disse a Mike Pompeo, secretário de Estado norte-americano, que os EUA terão "graves consequências" se continuarem a dar "passos agressivos" na Venezuela; o russo disse, em comunicado, que "só o povo venezuelano tem o direito de determinar seu destino, razão pela qual é necessário um diálogo entre todas as forças políticas do país, que é o que há muito tempo pede o governo"

Lavrov telefona para Pompeo e fala em 'graves consequências'
Lavrov telefona para Pompeo e fala em 'graves consequências' (Foto: Ivan Sekretarev)

247 - O chanceler russo, Sergey Lavrov, criticou a influência dos Estados Unidos na crise venezuelana. Pelo telefone, Lavrov disse a Mike Pompeo, secretário de Estado norte-americano, que os EUA terão "graves consequências" se continuarem a dar "passos agressivos" na Venezuela. O russo disse, em comunicado, que "só o povo venezuelano tem o direito de determinar seu destino, razão pela qual é necessário um diálogo entre todas as forças políticas do país, que é o que há muito tempo pede o governo".

A reportagem do portal G1 destaca que "segundo a agência EFE, o chefe da diplomacia russa denunciou que 'a ingerência de Washington nos assuntos internos de um país soberano e as ameaças a seus dirigentes são uma grosseira violação do direito internacional'."

E acrescenta: "os dois representantes se telefonaram a pedido de Pompeo. Enquanto a Rússia acusa os Estados Unidos de ingerência na crise na Venezuela, o secretário norte-americano afirma que o governo russo trabalha a favor do regime de Nicolás Maduro."

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247