Líder da esquerda francesa convoca manifestação por Liberdade de Lula

O líder da esquerda francesa, Jean-Luc Mélenchon, do Partido da Esquerda, publicou nota convocando manifestação em Paris no próximo domingo (7) pela liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva; "Nós apelamos a que venham se manifestar no domingo, 7 de abril na Esplanada do Trocadéro às 15 horas, pela libertação de Lula", diz a nota

Líder da esquerda francesa convoca manifestação por Liberdade de Lula
Líder da esquerda francesa convoca manifestação por Liberdade de Lula

247 - O líder da esquerda francesa, Jean-Luc Mélenchon, do Partido da Esquerda, publicou nota convocando manifestação em Paris no próximo domingo (7) pela liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

"Nós apelamos a que venham se manifestar no domingo, 7 de abril na Esplanada do Trocadéro às 15 horas, pela libertação de Lula", diz a nota.

Mélenchon lembra que as manifestações no Brasil e no exterior "denunciarão o caráter político da prisão do ex-presidente Lula".

O líder do Partido de Esquerda acentua que quando Lula foi preso ele era o favorito das pesquisas eleitorais de 2018. E denuncia Sérgio Moro e Bolsonaro: "O juiz que dirigiu o processo e condenou Lula era Sérgio Moro, atual ministro da Justiça de Bolsonaro, principal beneficiário da prisão de Lula".

Na opinião de Mélenchon, "Lula é vítima de um ataque jurídico e midiático, um Lawfare, um pretexto jurídico. Essa prática será igualmente denunciada pelos manifestantes", enfatiza.

"O processo difamatório e injusto de que Lula é vítima provoca a indignação no Brasil e no exterior", diz Mélenchon, que menciona também a ONU: "O Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas está analisando o processo".

A nota destaca que "enquanto a grande mídia brasileira e uma parte do poder judiciário tentam destruir a imagem do ex-presidente, ele foi designado para concorrer ao Prêmio Nobel da Paz, em razão da transformação social que provocou no Brasil e da luta contra a fome no seu e em outros países, o que é uma das suas maiores heranças".

A nota de Jean-Luc Mélenchon termina com um apelo vibrante: "Venham em grande número!" "Lula Livre!"

Ao vivo na TV 247 Youtube 247