Líder iranianio diz que 'pressão máxima' dos EUA fracassou

“A política de pressão máxima dos EUA contra o Irã fracassou e está fadada ao fracasso para sempre”, disse o aiatolá Ali Kamenei nesta quarta-feira (2)

Ali Kamenei
Ali Kamenei (Foto: HispanTV)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

HispanTV - “A política de pressão máxima dos EUA fracassou e está fadada ao fracasso para sempre”, disse o aiatolá Ali Kamenei nesta quarta-feira (2), durante uma reunião com milhares de comandantes do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (CGRI) do Irã. Os EUA, de acordo com o aiatolá Kamenei, estão envolvidos em problemas devido à sua própria política de "pressão máxima" contra o Irã. 

Ele também enfatizou que Teerã continuará a reduzir seus compromissos nucleares até que ocorra um resultado favorável ocorra.  "Na questão nuclear, continuaremos a reduzir os compromissos e devemos seguir seriamente" [essa orientação], afirmou.  

Depois que os EUA abandonaram o acordo nuclear, denominado Plano de Ação Conjunta, o Irã esperou um ano antes de tomar uma atitude, dando assim ao restante dos signatários do acordo a chance de salvá-lo. 

Mas como a Europa não tomou medidas práticas, o país persa decidiu em maio último agir com reciprocidade e, de acordo com os artigos 26 e 36 do mesmo pacto, reduziu gradualmente alguns de seus compromissos e forçou seus parceiros europeus a assumirem suas obrigações.  

Especificamente, o Irã já tomou três medidas para reduzir seus compromissos nucleares: primeiro, suspendeu a venda de urânio enriquecido e o excedente de água pesada - conforme estabelecido pelo pacto - e, segundo, aumentou o enriquecimento de urânio acima dos níveis acordados, ou seja, 3,67%.  

Como terceiro passo, Teerã ativou em 6 de setembro, uma cadeia de 20 centrífugas IR4 e 20 centrífugas IR6.  Ao denunciar as políticas de Washington no Oriente Médio, o Líder do Irã reiterou que "quanto mais os inimigos gastam, mais perdas eles enfrentarão".  “Quanto você gastou (EUA) no Afeganistão enquanto ainda perdia? O que acontece na Síria, Iraque e etc? ”, questionou.  

Depois de rejeitar as alegações das autoridades americanas de terem eliminado o grupo terrorista denominado Estado Islâmico, o aiatolá Kamenei enfatizou que foi Washington que facilitou a criação desse grupo, mas os jovens do Irã, Líbano, Iraque e Síria conseguiram eliminar o flagelo.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247