Líderes políticos britânicos suspendem campanhas

A primeira-ministra Theresa May foi econômica nas palavras, divulgando breve declaração após o incidente confirmado o status de investigação como "ataque terrorista"; o adversário de May nas eleições parlamentares, Jeremy Corbyn, recorreu às redes sociais para comentar o ataque no centro da capital inglesa e se solidarizar aos familiares das vítimas

terror Londres
terror Londres (Foto: Leonardo Attuch)

Da Agência Sputinik

A primeira-ministra Theresa May foi econômica nas palavras, divulgando breve declaração após o incidente confirmado o status de investigação como "ataque terrorista". Mas ela não foi a única a se manifestar.

O adversário de May nas eleições parlamentares (inicialmente mantidas para a próxima quinta, 8), Jeremy Corbyn recorreu às redes sociais para comentar o ataque no centro da capital inglesa. 

O prefeito de Londres, Sadiq Khan, também divulgou um comunicado mais cedo. Na mensagem, o britânico disse estar em contato direto com a comissária da Polícia Metropolitana, Cressida Dick e que estava convocando uma reunião do comitê de emergência do governo para a manhã deste domingo.

"Eu gostaria de agradecer aos valentes homens e mulheres dos nossos serviços de emergência que foram os primeiros a entrar e estarão trabalhando durante a noite", disse o prefeito, classificando o incidente como "um deliberado e covarde" ataque terrorista.

O co-líder do Partido Verde pregou a união.

​Pensamentos com aqueles [que estão na] #PontedeLondres e na cidade de Londres agora. Siga a Polícia Metropolitana @metpoliceuk e fique a salvo. Nossa cidade não será dividida.

A lista de mensagens de políticos domésticos se completou com o líder do UKIP, Paul Nuttall, partido anti-imigração e um dos principais apoiadores do Brexit. Também pelo Twitter, Nuttal desejou conforto às famílias das vítimas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247