Maduro denuncia que Colômbia treina mais de mil mercenários na fronteira

Trata-se de "mercenários, terroristas que pretendem infiltrar-se na Venezuela e sabotar o clima político e eleitoral que deve nos conduzir às eleições da Assembleia Nacional de 6 de dezembro próximo", ressaltou

Nicolás Maduro
Nicolás Maduro (Foto: Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik – Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, disse neste sábado (10) que o Exército da Colômbia está treinando "mais de mil" mercenários para serem enviados em missões de sabotagem e terrorismo na Venezuela.

Trata-se de "mercenários, terroristas que pretendem infiltrar-se na Venezuela e sabotar o clima político e eleitoral que deve nos conduzir às eleições da Assembleia Nacional de 6 de dezembro próximo", ressaltou.

"A esta hora que estou falando, na Colômbia estão sendo preparados mais de mil mercenários sob o treinamento do Exército Nacional da Colômbia e sob as estruturas de inteligência da Colômbia, sob conhecimento, proteção e apoio do presidente Iván Duque" afirmou Maduro.

O líder venezuelano denunciou a existência de uma "guerra de caráter não convencional, uma guerra econômica, financeira, política, midiática, mas também uma guerra armada", liderada pelos EUA e Colômbia contra a Venezuela.

Em meados de setembro, Nicolás Maduro anunciou a captura de um norte-americano, suspeito de espionagem, com armas de grande calibre perto de duas refinarias de petróleo no estado de Falcón, norte do país, e denunciou um plano para provocar uma explosão.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247