Maduro diz esperar retomada de diálogo com os EUA sob Biden na Presidência

“Espero que possamos trabalhar para reiniciar canais sinceros e diretos de diálogo decente entre o futuro governo de Joe Biden e o governo que eu presido”, disse Maduro em discurso na televisão

(Foto: Palácio de Miraflores/Divulgação via REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

CARACAS (Reuters) - O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, disse que seu governo irá trabalhar para estabelecer um diálogo com os Estados Unidos sob o comando do presidente eleito, Joe Biden, depois que as relações se deterioraram com o atual presidente, Donald Trump.

“Espero que possamos trabalhar para reiniciar canais sinceros e diretos de diálogo decente entre o futuro governo de Joe Biden e o governo que eu presido”, disse Maduro em um discurso na televisão estatal no domingo, um dia após o ex-vice presidente dos EUA ser declarado vencedor no pleito eleitoral dos EUA.

O republicano Trump utilizou sanções econômicas e pressão diplomática para pressionar o líder socialista venezuelano a renunciar, acusando-o de corrupção, violações dos direitos humanos e de fraude na sua vitória na reeleição de 2018.

Washington fechou sua embaixada em Caracas no ano passado e cortou laços com Maduro depois de reconhecer Juan Guaidó, o presidente da Assembleia Nacional controlada pela oposição, como o legítimo líder da Venezuela. Dezenas de outros países também reconheceram Guaidó, e os EUA também impuseram sanções à indústria de petróleo do país-membro da Opep.

Os assessores de Biden disseram que ele pressionará por ajuda humanitária na Venezuela e modificará a estrutura de sanções, sem desmontá-la totalmente. As sanções se mostraram populares entre os apoiadores da oposição na Venezuela, bem como muitos eleitores de ascendência venezuelana e cubana na Flórida, um Estado-chave que é disputado de perto entre democratas e republicanos.

Tanto Maduro como Guaidó parabenizaram Biden pela vitória no sábado.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247