Maioria dos americanos reprova a reação de Trump a Charlottesville

Não é só na política externa que o presidente dos EUA, Donald Trump, enfrenta problemas; sua demora em condenar os grupos supremacistas que fizeram uma violenta manifestação em Charlottesville, na Virgínia, foi reprovada pela maior parte dos americanos; segundo uma pesquisa do jornal Washington Post e da emissora ABC News, a maioria dos norte-americanos desaprovou a reação de Trump aos  protestos

Trump faz discurso em Bedminster 8/8/2017 REUTERS/Jonathan Ernst
Trump faz discurso em Bedminster 8/8/2017 REUTERS/Jonathan Ernst (Foto: Giuliana Miranda)

Da Sputnik Brasil

A maioria dos norte-americanos desaprovou a reação do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, às manifestações da extrema-direita em Charlottesville, no estado de Virgínia, segundo uma pesquisa do jornal Washington Post e da emissora ABC News.

Os resultados da pesquisa demonstram que 56% dos cidadãos dos EUA reprovam as declarações do líder do país sobre os acontecimentos em Charlottesville.

Somente 28% dos entrevistados ficaram satisfeitos com a sua reação.

A pesquisa foi realizada entre 16 de agosto e 20 de agosto e dela participaram 1014 pessoas.

Mais cedo, a imprensa norte-americana retratou Trump como um simpatizante do movimento racista e supremacista branco Klu Klux Klan, reagindo à sua falta de rigor em condenar as manifestações fascistas em Charlottesville.

Após os eventos traumáticos na cidade, muitos representantes da vida pública, política e de negócios nos Estados Unidos tem condenado Trump pela sua postura branda em relação aos organizadores da marcha da extrema-direita, que protestavam contra o desmonte dos monumentos do general confederado Robert E. Lee.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247