Mais de 12 mil civis retornam a Aleppo

O representante oficial do Ministério da Defesa russo, major-general Igor Konashenkov, declarou que mais de 12.000 civis já retornaram às suas casas na parte oriental da cidade síria de Aleppo, localizada no norte do país; a cidade foi libertada em dezembro, por forças lideradas pela Rússia

O representante oficial do Ministério da Defesa russo, major-general Igor Konashenkov, declarou que mais de 12.000 civis já retornaram às suas casas na parte oriental da cidade síria de Aleppo, localizada no norte do país; a cidade foi libertada em dezembro, por forças lideradas pela Rússia
O representante oficial do Ministério da Defesa russo, major-general Igor Konashenkov, declarou que mais de 12.000 civis já retornaram às suas casas na parte oriental da cidade síria de Aleppo, localizada no norte do país; a cidade foi libertada em dezembro, por forças lideradas pela Rússia (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Sputinik

O representante oficial do Ministério da Defesa russo, major-general Igor Konashenkov, declarou que mais de 12.000 civis já retornaram às suas casas na parte oriental da cidade síria de Aleppo, localizada no norte do país.

A parte oriental da cidade foi libertada de terroristas em dezembro e atualmente está sob controle das forças do governo sírio, fez lembrar o alto militar russo nesta segunda-feira (30).

"Mais de 12.000 civis retornaram às suas casas em Aleppo oriental. Todos eles recebem a assistência necessária," declarou Konashenkov.

Ainda de acordo com o representante do ministério, o Centro russo de Reconciliação participa ativamente no abastecimento das povoações nas províncias sírias de Aleppo, Damasco, Lataquia e Hama. Nos últimos dias estas povoações receberam mais de 50 toneladas de alimentação e outros bens de primeira necessidade.  

Konashenkov destacou também que a ajuda humanitária já beneficiou mais de 60.000 sírios.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247