Mais de 270 corpos são resgatados após deslizamento em Serra Leoa

Equipes de resgate recuperaram 270 corpos após um deslizamento de lama nas redondezas da capital de Serra Leoa, Freetown, e as buscas continuam por mais vítimas; dezenas de casas foram cobertas de lama depois que uma encosta desmoronou na cidade de Regent na manhã de segunda-feira, em um dos desastres naturais mais letais da África nos últimos anos; centros de resgate foram instalados ao redor da capital para registrar e auxiliar vítimas

Pessoas inspecionam danos após deslizamento de lama na cidade de Regent, em Serra Leoa 14/08/2017 REUTERS/ Ernest Henry
Pessoas inspecionam danos após deslizamento de lama na cidade de Regent, em Serra Leoa 14/08/2017 REUTERS/ Ernest Henry (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - Equipes de resgate recuperaram 270 corpos após um deslizamento de lama nas redondezas da capital de Serra Leoa, Freetown, e as buscas continuam por mais vítimas, disse o prefeito da cidade nesta terça-feira.

Dezenas de casas foram cobertas de lama depois que uma encosta desmoronou na cidade de Regent na manhã de segunda-feira, em um dos desastres naturais mais letais da África nos últimos anos.

"Nós temos um total de 270 corpos, que agora nós estamos preparando para o enterro", disse o prefeito de Freetown, Sam Gibson, a repórteres.

Um enterro coletivo nesta terça-feira liberará espaço para mais corpos no necrotério central da cidade, que está sobrecarregado, disse uma testemunha à Reuters.

O presidente de Serra Leoa, Ernest Bai Koroma, pediu que os moradores de Regent e de outras áreas inundadas perto de Freetown deixem as regiões imediatamente, para que militares e outros socorristas possam continuar a busca por sobreviventes que podem estar soterrados debaixo de destroços.

Centros de resgate foram instalados ao redor da capital para registrar e auxiliar vítimas, disse em uma declaração televisionada na noite de segunda-feira.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247