Equador: manifestantes rompem cerco e chegam ao Palácio Presidencial

Um dia após ocuparem o Congresso do Equador, na capital Quito, os manifestantes que estão nas ruas para derrubar o presidente Lenin Moreno conseguiram romper o cerco montado nas imediações do Palácio Presidencial nesta quarta-feira 9 (vídeo)

(Foto: Reuters/Ivan Alvarado)

247 - Um dia após invadirem o Congresso do Equador, na capital Quito, os manifestantes que estão nas ruas para derrubar o presidente Lenin Moreno conseguiram romper o cerco montado nas imediações do Palácio Presidencial nesta quarta-feira (9). A informação e o vídeo são do jornalista Amauri Chamorro:

Moreno, na última quinta-feira (3), havia declarado estado de emergência em todo o país, além de ter mudado temporariamente a sede do governo para a cidade costeira de Guayaquil, onde se encontra atualmente, informou a Sputnik Brasil.

E, desde a noite desta terça-feira (8), os distritos governamentais do Equador estão sob toque de recolher. A ordem impede o acesso do público a áreas próximas a prédios do governo e instalações estratégicas no país entre 20h e 5h.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247