Manifestantes mantêm protestos nos portões da Casa Branca

Apesar da militarização por Donald Trump da área externa da Casa Branca, os manifestantes continuam a exigir o fim da repressão policial e do racismo no país

Manifestantes protestam em frente à Casa Branca
Manifestantes protestam em frente à Casa Branca (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Centenas de americanos continuam se reunindo em torno da Casa Branca para rejeitar o racismo e a violência policial contra a população, bem como para exigir justiça pelo assassinato de George Floyd.

Entre os cartazes e faixas despontam os que levam a inscrição "Não consigo respirar", uma exclamação que Floyd reiterou enquanto o policial colocava pressionava o joelho em seu pescoço antes de assassiná-lo.

Apesar de Trump ter destacado militares para a área em torno da Casa Branca, a fim de intimidar e  ameaçar os manifestantes, eles se mantiveram realizando protestos. 

O assassinato de Floyd reviveu o movimento "Black Lives Matter" (Vidas Negras Importam) e está desencadeando um movimento social de protesto contra a injustiça social e o racismo nos EUA e em todo o mundo, como atestam as manifestações ocorridas em Berlim, Toronto, Milão, Roma e Paris, informa a Telesul.
 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email