Marinha russa abre fogo contra pescadores norte-coreanos

Pescadores da Coreia do Norte detidos no mar do Japão estão em hospitais da região de Primorie, no extremo oriente russo; os 48 norte-coreanos detidos estavam pescando ilegalmente na zona econômica exclusiva da Rússia; após a detenção, os pescadores tentaram atacar os oficiais da patrulha, depois de resistirem ao apelo das autoridades russas de parar o barco, criando, assim, um conflito; após vários tiros de aviso, os oficiais do Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) abriram fogo de armas ligeiras, ferindo nove pescadores; mais tarde, um deles morre

Pescadores da Coreia do Norte detidos no mar do Japão estão em hospitais da região de Primorie, no extremo oriente russo; os 48 norte-coreanos detidos estavam pescando ilegalmente na zona econômica exclusiva da Rússia; após a detenção, os pescadores tentaram atacar os oficiais da patrulha, depois de resistirem ao apelo das autoridades russas de parar o barco, criando, assim, um conflito; após vários tiros de aviso, os oficiais do Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) abriram fogo de armas ligeiras, ferindo nove pescadores; mais tarde, um deles morre
Pescadores da Coreia do Norte detidos no mar do Japão estão em hospitais da região de Primorie, no extremo oriente russo; os 48 norte-coreanos detidos estavam pescando ilegalmente na zona econômica exclusiva da Rússia; após a detenção, os pescadores tentaram atacar os oficiais da patrulha, depois de resistirem ao apelo das autoridades russas de parar o barco, criando, assim, um conflito; após vários tiros de aviso, os oficiais do Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) abriram fogo de armas ligeiras, ferindo nove pescadores; mais tarde, um deles morre (Foto: Paulo Emílio)

Sputnik - Pescadores da Coreia do Norte detidos no mar do Japão na sexta-feira passada (14) estão em hospitais da região de Primorie, no extremo oriente russo.

A informação foi divulgada hoje (17) por um representante do Comitê de Investigação russo. Os 48 norte-coreanos detidos estavam pescando ilegalmente na zona econômica exclusiva da Rússia.

"A investigação está realizando verificações processuais em concordância com o Artigo 318 do Código Penal sobre o uso de violência contra as autoridades. Ainda não foi aberto qualquer processo criminal. Os coreanos estão em instituições médicas na cidade de Nakhodka", declarou uma fonte.

A mesma fonte acrescentou que nada ameaça a saúde dos detidos, mas que é necessária assistência médica por uma questão de prevenção. Segundo declarou, "nenhuma vida está em perigo".

Após a detenção, os pescadores tentaram atacar os oficiais da patrulha, depois de resistirem ao apelo das autoridades russas de parar o barco, criando, assim, um conflito. Após vários tiros de aviso, os oficiais do Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) abriram fogo de armas ligeiras, ferindo nove pescadores. Mais tarde, um deles morreu.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247