Mark Zuckerberg pede perdão pela ‘divisão’ causada pelo Facebook

O criador do Facebook aproveitou o Yom Kippur, o dia judaico do perdão, uma das datas mais importantes da religião, para pedir desculpas com as pessoas que magoou, e também "pelas maneiras que meu trabalho foi usado para dividir as pessoas em vez de nos unir"; declaração é importante, uma vez que o Facebook tem sido acusado de ser uma arma de manipulação de informação, o que ficou bastante claro especialmente nas eleições americanas do ano passado, nas quais 'fake news', as famigeradas notícias falsas, foram compartilhadas a torto e a direito

O criador do Facebook aproveitou o Yom Kippur, o dia judaico do perdão, uma das datas mais importantes da religião, para pedir desculpas com as pessoas que magoou, e também "pelas maneiras que meu trabalho foi usado para dividir as pessoas em vez de nos unir"; declaração é importante, uma vez que o Facebook tem sido acusado de ser uma arma de manipulação de informação, o que ficou bastante claro especialmente nas eleições americanas do ano passado, nas quais 'fake news', as famigeradas notícias falsas, foram compartilhadas a torto e a direito
O criador do Facebook aproveitou o Yom Kippur, o dia judaico do perdão, uma das datas mais importantes da religião, para pedir desculpas com as pessoas que magoou, e também "pelas maneiras que meu trabalho foi usado para dividir as pessoas em vez de nos unir"; declaração é importante, uma vez que o Facebook tem sido acusado de ser uma arma de manipulação de informação, o que ficou bastante claro especialmente nas eleições americanas do ano passado, nas quais 'fake news', as famigeradas notícias falsas, foram compartilhadas a torto e a direito (Foto: Aquiles Lins)

247 - O criador do Facebook, Mark Zuckerberg, publicou nesse sábado, 30, em sua página da rede social um pedido de desculpas. 

Zuckerberg aproveitou o Yom Kippur, o dia judaico do perdão, uma das datas mais importantes da religião, para pedir desculpas com as pessoas que magoou, e também "pelas maneiras que meu trabalho foi usado para dividir as pessoas em vez de nos unir".

A declaração é importante, uma vez que o Facebook tem sido acusado de ser uma arma de manipulação de informação, o que ficou bastante claro especialmente nas eleições americanas do ano passado, nas quais 'fake news', as famigeradas notícias falsas, foram compartilhadas a torto e a direito. 

Leia o post de Mark Zuckerberg: 

 

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247