Martín Vizcarra acata decisão do Congresso e deixa governo peruano

O presidente do Peru, Martín Vizcarra, acatou nesta segunda-feira a decisão do Congresso de afastá-lo do cargo

Martín Vizcarra
Martín Vizcarra (Foto: Mariana Bazo/File Photo/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Destituído do cargo por "incapacidade moral", Martín Vizcarra acataou nesta segunda-feira (9) a decisão do Congresso peruano e deixou o governo. Em discurso de despedida na porta do palácio presidencial, Vizcarra disse que deixava o governo "apesar de haver inúmeras recomendações para que possamos agir por meio de ações judiciais para impedir essa decisão”.

Vizcarra afirmou que aceita a decisão do Congresso. “Não vou tomar nenhuma ação judicial, não quero que de forma alguma se possa entender que meu espírito de serviço ao povo foi apenas vontade de exercer poder. Toda a minha vida tenho agido com transparência e colocando todo o meu esforço, capacidade e coração a serviço do povo”, acrescentou. 

“Saio do Palácio do Governo como entrei há dois anos e oito meses, de cabeça erguida e pronto para enfrentar as investigações que correspondem ao enfrentamento da falsidade das denúncias no âmbito do devido processo”, disse o presidente deposto - informa o G1.

As pesquisas mostram que 75% dos peruanos querem a continuidade do governo, enquanto o Congresso enfrenta 59% de desaprovação, segundo a agência France Presse.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247