MAS anuncia retorno de Evo Morales à Bolívia

Ex-presidente chegará ao país no dia 9 de novembro, um dia depois da posse de Luis Arce como presidente da República. A informação foi dada pelo jovem líder indígena e senador eleito Andrónico Rodríguez

(Foto: © REUTERS/Luis Cortes/Direitos reservados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Nesta terça-feira (27), o líder sindical Andrónico Rodríguez, que recentemente foi eleito senador pelo MAS (Movimento Ao Socialismo), mesmo partido de Arce e de Morales e vencedor das eleições, informou que Evo Morales voltará à Bolívia no dia 9 de novembro, véspera do aniversário do golpe que o tirou do poder.

A notícia vem dias depois do presidente do Tribunal de Justiça Departamental de La Paz (TDJ), Jorge Quino, anular o mandado de prisão contra o ex-presidente, que era acusado de terrorismo e sedição pelo governo golpista.

Durante a ditadura de Áñez, Evo Morales foi alvo de várias denúncias na justiça. Grande parte desses processos foi arquivada, mas serviram para impedir sua candidatura ao Senado, que acabou sendo substituída justamente pela de Andrónico Rodríguez, jovem líder indígena que foi eleito pela primeira vez à Câmara Alta.

O retorno de Evo Morales à Bolívia acontece um dia depois da cerimônia de posse de Luis Arce como presidente do país, terminando com a ditadura de Jeanine Áñez, imposta no poder pelas Forças Armadas no dia 12 de novembro de 2019.

Após ser derrubado, Evo Morales foi obrigado a deixar o país, passaando um mês no México e depois viajou à Argentina, onde recebeu asilo político do presidente Alberto Fernández.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247