Mélenchon defende que França conceda asilo político a Assange

Principal liderança da esquerda francesa, Jean-Luc Mélenchon chama Julian Assange de “combatente da liberdade” e reivindica que o governo de Emmanuel Macron conceda asilo político ao australiano, que pode ser extraditado pela Justiça britânica. Leia seu artigo

Líder do movimento França Insubmissa, Mélenchon
Líder do movimento França Insubmissa, Mélenchon (Foto: Reuters/Phil Noble)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O político francês Jean-Luc Mélenchon, atual líder do movimento França Insubmissa, publicou um artigo em que defende que o governo da França, de Emmanuel Macron, conceda asilo político ao australiano Julian Assange, que pode ser extraditado pela justiça britânica em julgamento que começou nesta segunda-feira (7).

No artigo, Mélenchon define Assange como  “um combatente da liberdade”. “Graças a ele, numerosos crimes de guerra cometidos pelo exército estadunidense mundo afora foram expostos à luz do dia”, lembra o francês, que afirma ainda que desde “desde 2010, Julian Assange é perseguido pelo império americano”.

Confira abaixo a íntegra do artigo, traduzido por Vivianne de Castilho Moreira, em colaboração para o 247:

A França deve conceder asilo político a Julian Assange

Hoje tem início no Reino Unido o processo de Julian Assange. A justiça britânica deve decidir se aceita sua extradição aos Estados Unidos da América, país em que ele corre o risco de ser condenado a 175 anos de prisão.

Julian Assange é um combatente da liberdade. Graças a ele, numerosos crimes de guerra cometidos pelo exército estadunidense mundo afora foram expostos à luz do dia. Ele prestou também um grande serviço ao nosso país, ao mostrar como todos os dirigentes franceses eram sistematicamente espionados por nosso pretenso aliado, os Estados Unidos. Foi notadamente o caso dos presidentes Chirac, Sarkozy e Hollande, grampeados pela NSA.

Desde 2010, Julian Assange é perseguido pelo império americano. Ele passou 7 anos refugiado na embaixada do Equador em Londres, em um cômodo de 9 metros quadrados. Há um ano e meio ele definha em uma prisão inglesa.

Solicitei há bastante tempo que a França concedesse asilo político a Julian Assange. Em 11 abril de 2019, quando o atual presidente equatoriano decidiu entregá-lo à polícia britânica, novamente formulei de maneira oficial essa solicitação. O ministro da justiça, quando era um dos advogados de Assange, também militou ativamente para que nosso país concedesse asilo ao prisioneiro de Londres. Faço votos de que ele não tenha se esquecido desse justo combate agora, que é ministro.

Dirijo-me então uma vez mais solenemente a Emmanuel Macron: conceda asilo político a Julian Assange. A França não deve abandonar aqueles que a ajudam a ser livre e independente.

Jean-Luc Mélenchon

tradução: Vivianne de Castilho Moreira

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email