Membro da Osce acusa Trump de abuso de poder

Em entrevista à rádio alemã RBB, o coordenador da missão de vigilância eleitoral da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, Michael Georg Link, disse que não foi detectada nenhuma irregularidade na votação

Manifestantes pedem a contagem de todos os votos em Detroit, após anúncio do presidente Donald Trump de que recorrerá à Justiça para parar a apuração
Manifestantes pedem a contagem de todos os votos em Detroit, após anúncio do presidente Donald Trump de que recorrerá à Justiça para parar a apuração (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

(ANSA) - A Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (Osce) acusou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de "abuso de poder" ao tentar tumultuar a apuração da eleição de 3 de novembro.

Em entrevista à rádio alemã RBB, o coordenador da missão de vigilância eleitoral da entidade, Michael Georg Link, que também é deputado na Alemanha, disse que não foi detectada nenhuma irregularidade na votação.

"Não surgiu nada na observação de curto prazo nem na de longo período. Ainda mais importante: até os observadores internos, milhares de voluntários de associações da sociedade civil americana, não detectaram nada. Não houve qualquer manipulação", disse.

Segundo Link, o pedido de Trump para interromper a apuração do voto pelo correio em estados-chave representa a "quebra de um paradigma" e um "evidente abuso de poder".

A campanha do republicano já anunciou ações judiciais para suspender a contagem em estados como Pensilvânia e Geórgia, onde sua vantagem está diminuindo, e para recontar os votos no Wisconsin, conquistado por Joe Biden por apenas 0,6 ponto percentual de diferença.

Para ser eleito presidente dos EUA, um candidato precisa obter pelo menos 270 dos 538 votos no colégio eleitoral formado por representantes dos 50 estados e do Distrito de Colúmbia.

De acordo com projeções da imprensa americana, Biden já tem pelo menos 253 votos, mas alguns veículos, como a Fox News, contabilizam 264 com a possível vitória no Arizona. O democrata ainda lidera em Nevada (seis votos) e vem reduzindo a vantagem de Trump em Geórgia (16) e Pensilvânia (20).

A Osce foi fundada em 1973 e reúne 57 países da Europa e de outros continentes, incluindo os Estados Unidos, para promover a democracia e os direitos humanos.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247