Mercenário sergipano abandona Exército da Ucrânia e vai para a Polônia

Gabriel Matos, natural de Canhoba, disse pelas redes sociais que já não se encontra "no terreno", pois está na Polônia

www.brasil247.com - Gabriel Santos Matos
Gabriel Santos Matos (Foto: Reprodução)


Sputnik - A recente história do brasileiro Gabriel Santos Matos que decidiu se unir ao Exército da Ucrânia contra a operação especial militar da Rússia tem continuação, mas já fora dos campos de combate.

O mercenário Gabriel, que é natural de Canhoba, quebrou o silêncio nas redes sociais e disse que já não se encontra "no terreno", pois está na Polônia.

De acordo com informações postadas pelo sergipano no Instagram, ele foi "pego de surpresa" com as suas "fotos circulando nas redes sociais e até mesmo nos jornais". Gabriel revela que apenas cinco pessoas sabiam da sua partida à Ucrânia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Gabriel Matos confirmou também que a base onde ele estava instalado foi bombardeada na madrugada de domingo (13).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Ao total foram sete dias de terreno, tive a oportunidade de filmar algumas coisas", escreve ele, acrescentando que "em nenhum momento fui para Ucrânia na intenção de aparecer em mídia".

Por fim, Gabriel afirma que já não faz parte do Exército da Ucrânia e se encontra em solo polonês.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Anteriormente, a Prefeitura de Canhoba, no estado de Sergipe, desejou força e boa sorte a Gabriel Santos Matos, de 24 anos.

Em entrevista ao portal G1, Vitorhugo Santos Matos revelou que seu irmão Gabriel "ficou doido" para ir para Ucrânia assim que soube da ida de outros brasileiros, e adicionou: "Quando eu fui ver, ele já estava lá nessa causa."

Apesar do apoio do governo brasileiro na resolução do Conselho de Segurança e na Assembleia Geral da ONU contra a Rússia, o presidente Jair Bolsonaro refutou quaisquer medidas antirrussas e instou a Aliança Atlântica a não fornecer armas a Kiev.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Brasil mantém um posicionamento neutro sobre o conflito na Ucrânia, sendo considerado o mais sensato pelo governo federal.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email