Merkel critica ausência de progressos na Ucrânia em reunião com Putin

“Atualmente, continua sem existir um cessar-fogo na Ucrânia”, declarou Merkel em entrevista coletiva com o presidente russo. Ela viajou a Moscou um dia depois das celebrações do 70º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial, na capital russa, boicotadas pela maioria dos líderes ocidentais

SAINT PETERSBURG, RUSSIA - JUNE 21:  Russian President Vladimir Putin (R) and German Chancellor Angela Merkel (L) attend a joint press conference during the Saint Petersburg International Economy Forum on June 21, 2013 in Saint Petersburg, Russia. Putin g
SAINT PETERSBURG, RUSSIA - JUNE 21: Russian President Vladimir Putin (R) and German Chancellor Angela Merkel (L) attend a joint press conference during the Saint Petersburg International Economy Forum on June 21, 2013 in Saint Petersburg, Russia. Putin g (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Lusa

A chanceler alemã, Angela Merkel, criticou hoje (10) a ausência de progressos na crise ucraniana. Ela lamentou que "ainda não se tenha verificado um cessar-fogo", após um encontro em Moscou com Vladimir Putin.

“Atualmente, continua sem existir um cessar-fogo na Ucrânia”, declarou Merkel em entrevista coletiva com o presidente russo. Ela viajou a Moscou um dia depois das celebrações do 70º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial, na capital russa, boicotadas pela maioria dos líderes ocidentais.

Os acordos de paz para terminar o conflito sangrento entre o governo ucraniano e os separatistas pró-russos foram assinados em 12 de fevereiro em Minsk, capital da Bielorrússia. As negociações envolveram uma maratona diplomática entre o presidente russo, a chanceler alemã e os chefes de Estado francês e ucraniano, François Hollande e Petro Poroshenko.

Apesar da assinatura do acordo, combates esporádicos verificam-se regularmente no Leste da Ucrânia, onde o conflito armado já deixou mais de 6,2 mil mortos em pouco mais de um ano.

“Todos os dias, recebemos relatórios da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa que explicam, de maneira objetiva, porque não é respeitado o cessar-fogo”, disse Merkel. “Não podemos afirmar que uma parte respeita as condições do acordo [sobre o cessar-fogo] a 100% e que a outra não as respeita”, ressaltou.

"É um processo muito complicado. Esperávamos que um cessar-fogo fosse observado. Mas infelizmente isso não aconteceu", acrescentou a chanceler.

O conflito ucraniano deu origem à pior crise nas relações entre a Rússia e o Ocidente desde o fim da Guerra-Fria, com a União Europeia e os Estados Unidos acusando Moscou de apoiar militarmente os rebeldes pró-russos, o que as autoridades russas desmentem.

“Apesar de todas as dificuldades, o processo [de paz] lançado em Minsk avança (...) e a situação se acalmou na Ucrânia”, respondeu Putin. “Relativamente às queixas sobre o respeito, ou não, dos acordos de Minsk, elas surgem dos dois lados. Estou convencido que só podemos garantir uma solução a longo prazo por meio de um diálogo direto” entre Kiev e os separatistas, acrescentou o presidente russo.

Putin garantiu que o governo de Moscou fará todo o possível para alcançar uma solução para o conflito. No entanto, ele ponderou que o êxito de uma solução pacífica na Ucrânia depende, em grande parte, das autoridades de Kiev, capital da Ucrânia.

Angela Merkel chegou à capital russa no dia seguinte às comemorações do 70º aniversário da vitória contra a Alemanha nazista, marcadas por uma imensa parada militar. “Apesar de as relações russo-alemãs atravessarem atualmente um período difícil, era importante, para mim, prestar homenagem, com o presidente Putin, aos mortos na Segunda Guerra Mundial”, destacou a chanceler alemã.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247