Meta restabelece contas de Trump no Facebook e Instagram

A Meta justificou a decisão dizendo que determinou que o risco à segurança pública havia "reduzido o suficiente" desde janeiro de 2021

www.brasil247.com - Republicano está de volta às redes sociais
Republicano está de volta às redes sociais (Foto: Reuters)


247 - A Meta, proprietária do Facebook e do Instagram, disse nesta quarta-feira (25) que restabeleceria as contas do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump nas mídias sociais. A decisão vem dois anos após o republicano ser suspenso das plataformas no contexto da invasão ao Capitólio em Washington, em janeiro de 2021. 

A Meta justificou a decisão dizendo que determinou que o risco à segurança pública havia "reduzido o suficiente" desde janeiro de 2021. A empresa acrescentou que implementaria proteções para “impedir reincidências” no futuro.

“O público deve poder ouvir o que seus políticos estão dizendo --o bom, o ruim e o feio --para que possam fazer escolhas informadas nas urnas”, disse Nick Clegg, presidente de assuntos globais da Meta. “Mas isso não significa que não haja limites para o que as pessoas podem dizer em nossa plataforma. Quando há um risco claro de danos no mundo real --uma barreira deliberadamente alta para a Meta intervir no discurso público --nós agimos”. 

Em novembro do ano passado, a conta de Trump também foi restabelecida no Twitter, que o barrava desde janeiro de 2021. No entanto, Trump não postou no Twitter desdeser liberado. (Com New York Times).  

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247