México volta a dar exemplo e diz que Morales tem plena liberdade de expressão em seu território

Mais cedo, a autoproclamada presidente boliviana, Jeanine Añez, havia pedido que Evo Morales fosse proibido de fazer declarações públicas em seu exílio mexicano

Sputinik – Anteriormente, a presidente interina da Bolívia havia pedido às autoridades mexicanas que Morales não fizesse declarações políticas do seu exílio.

O governo mexicano reagiu à declaração da autoproclamada presidente interina, Jeanine Áñez, dizendo que o ex-presidente boliviano desfruta de "liberdade de expressão" em seu asilo no México.

"A legislação nacional e a Convenção Americana, a Convenção sobre Asilo Territorial [o México é parte desde 1982], no Artigo VII, afirma que a liberdade de expressão dos asilados não pode ser restringida e que esse direito não pode ser motivo de reclamação por outro Estado", diz o comunicado do Ministério das Relações Exteriores do México à imprensa estrangeira.

O ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, recebeu asilo no México após renunciar à presidência sob exigência das Forças Armadas do país.

Posteriormente, a senadora da oposição Jeanine Áñez se autoproclamou presidente interina da Bolívia.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247