Ministro da Defesa da Armênia renuncia

Nesta sexta-feira (20), o ministro da Defesa da Armênia, David Tonoyan, renunciou ao cargo, segundo a mídia armênia

Reunião em que foi selado acordo de paz entre a Armênia e o Afeganistão, sob coordenação da Rússia
Reunião em que foi selado acordo de paz entre a Armênia e o Afeganistão, sob coordenação da Rússia (Foto: Sputnik / Ministério das Relações Exteriores da Rússia)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - De acordo com informações do jornal Aravot, o ministro da Defesa da Armênia, David Tonoyan, renunciou ao cargo. As informações disponíveis dão conta de que ele será substituído pelo principal assessor do primeiro-ministro, Vagarshak Arutyunyan, que foi ministro da Defesa da Armênia em 1999-2000.

No dia 10 de novembro, o presidente russo Vladimir Putin, o presidente do Azerbaijão Ilham Aliev e o premiê armênio Nikol Pashinyan assinaram um acordo de cessar-fogo que encerrou seis semanas de combates pelo controle de Nagorno-Karabakh e estabeleceu o envio de uma força de paz da Rússia para a região disputada.

Como parte do acordo, a Rússia enviou forças de paz para se posicionarem ao longo da linha de separação entre as partes beligerantes e no corredor de Lachin, que liga Nagorno-Karabakh à Armênia.

Em 27 de setembro deste ano, o Azerbaijão e a Armênia iniciaram uma nova escalada do conflito pela região disputada.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247