Ministro uruguaio defende democracia no Brasil e governo Bolsonaro reage

O ministro da Defesa do Uruguai José Bayardi declarou que o Brasil poderia ser "tirado do Mercosul" por conta da gestão Bolsonaro e também questionou a legitimidade do impeachment de Dilma Rousseff. Declarações causaram incomodo no Itamaraty

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247- O ministro da Defesa do Uruguai José Bayardi declarou que o Brasil poderia ser "retirado do Mercosul" por conta da gestão Bolsonaro e também questionou   a legitimidade do impechment de Dilma Rousseff. Declarações causaram incomodo no Itamaraty . A informação é do jornal O Globo. 

"Se fosse por mim, de repente o Brasil teria que ter sido tirado (do Mercosul) também (bem como a Venezuela), pelo que significou a última eleição (do presidente Jair Bolsonaro em 2018) e o afastamento da presidente Dilma Rousseff de seu cargo em 2016 — disse Bayardi em um programa local transmitido pela TV estatal".

Em uma carta publicada nesta segunda-feira pelo jornal El Observador, enviada na sexta passada à Chancelaria uruguaia, o embaixador do Brasil no país, Antonio José Ferreira Simões, disse que recebeu “com absoluta perplexidade” as declarações de Bayardi “por serem levianas e fora de contexto”.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247