Ministros do governo Alberto Fernández renunciam após derrota eleitoral nas primárias

Ao todo, cinco ministros colocaram seus cargos à disposição do presidente, Alberto Fernández, informa o Clarín

Alberto Fernández e Cristina Kirchner
Alberto Fernández e Cristina Kirchner (Foto: Agustín Marcarian/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ministro do Interior da Argentina, Eduardo de Pedro, ofereceu nesta quarta-feira (15) sua renúncia ao presidente, Alberto Fernández, após a derrota eleitoral do governo nas eleições primárias legislativas no domingo (12). 

O jornal local Clarín confirma ainda pedidos de demissão dos ministros Martín Soria (Justiça), Roberto Salvarezza (Ciência e Tecnologia), Juan Cabandié (Meio Ambiente) e Tristán Bauer (Cultura).

"Sinto-me motivado a colocar à sua disposição a minha renúncia ao cargo de Ministro do Interior da Nação com o qual me sinto honrado desde 10 de dezembro de 2019", diz a carta enviada por Eduardo de Pedro a Fernández.

Os ministros que fazem o movimento de saída do governo são ligados à vice-presidente, Cristina Kirchner. Outros membos de segundo escalão da gestão nacional também podem desembarcar do governo.

PUBLICIDADE

A coligação governista "Frente de Todos" foi duramente derrotada no domingo nas primárias, que são vistas como um indicador confiável de como a eleição de meio de mandato correrá.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email