Miss Universo diz ter sido assediada pela mídia para detonar Trump

"Ao longo da corrida presidencial fui muitas vezes incomodada por vários jornalistas ocidentais que estavam em busca de qualquer ambiguidade para comprometê-lo, mas, ao interagir e trabalhar com ele no passado, eu apenas tive uma impressão positiva e favorável. Trump se mostrou como uma pessoa digna e tolerante. Ele tem uma família maravilhosa, filhos", disse Oksana Fedorova à agência de notícias russa RIA Novosti

"Ao longo da corrida presidencial fui muitas vezes incomodada por vários jornalistas ocidentais que estavam em busca de qualquer ambiguidade para comprometê-lo, mas, ao interagir e trabalhar com ele no passado, eu apenas tive uma impressão positiva e favorável. Trump se mostrou como uma pessoa digna e tolerante. Ele tem uma família maravilhosa, filhos", disse Oksana Fedorova à agência de notícias russa RIA Novosti
"Ao longo da corrida presidencial fui muitas vezes incomodada por vários jornalistas ocidentais que estavam em busca de qualquer ambiguidade para comprometê-lo, mas, ao interagir e trabalhar com ele no passado, eu apenas tive uma impressão positiva e favorável. Trump se mostrou como uma pessoa digna e tolerante. Ele tem uma família maravilhosa, filhos", disse Oksana Fedorova à agência de notícias russa RIA Novosti (Foto: Leonardo Attuch)

Da Agência Sputinik

A miss Universo russa de 2002, Oksana Fedorova, disse que a mídia ocidental a assediou tentando chegar a alguma informação comprometedora sobre o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, na véspera de votação.

"Ao longo da corrida presidencial fui muitas vezes incomodada por vários jornalistas ocidentais que estavam em busca de qualquer ambiguidade para comprometê-lo, mas, ao interagir e trabalhar com ele no passado, eu apenas tive uma impressão positiva e favorável. Trump se mostrou como uma pessoa digna e tolerante. Ele tem uma família maravilhosa, filhos", disse Fedorova à agência de notícias russa RIA Novosti.

Trump, que foi dono do concurso Miss Universo entre 1996 e 2015, "me tratou bem e estava interessado em que eu viajasse mais", frisou. “A propósito, sua assessora era russa, ela falou que tinha trabalhado com ele ao longo de 35 anos, o que fala por si”, adiantou Fedorova.

Fedorova afirmou que para ela é um pouco estranho ver Trump como presidente. "Gostaria de desejar-lhe sucesso. Quanto às previsões sobre o seu mandato — quem viver, verá. Espero que sua presidência traga mais benefícios a todos nós que a dos antecessores", destacou.

Ao contrário de Fedorova, a Miss Universo de 1996, Alicia Machado, apresentou antes uma evidência comprometedora, ao afirmar que Trump a tinha criticado publicamente pela forma física dela um ano após a vitória no concurso. Estas acusações foram uma contribuição para o arsenal de Hillary Clinton durante o primeiro debate presidencial.

Naquela vez, a ex-candidata democrata citou Trump, que tinha chamado a Machado de ‘Miss Housekeeping’ (‘Miss Dona de Casa’), referindo-se às origens latinas dela. Trump ganhou as eleições norte-americanas em 8 de novembro. A tomada de posse está prevista para 20 de janeiro. Hillary Clinton admitiu sua derrota e parabenizou Trump pela sua vitória.

Mostrar mais: https://br.sputniknews.com/russia/201611106774407-fedorova-trump-miss-universo-midia-comprometedor/

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247