Mísseis “inteligentes” dos EUA deveriam visar terroristas, diz Rússia

O Ministério de Relações Exteriores da Rússia disse nesta quarta-feira que os "mísseis inteligentes" dos Estados Unidos deveriam visar terroristas e não o governo sírio, comentando o alerta do presidente norte-americano, Donald Trump, de um ataque de míssil contra a Síria; Zakharova disse que um possível ataque de míssil por parte dos Estados Unidos pode ser uma tentativa de destruir provas de um suposto ataque com armas químicas na cidade síria de Douma

O Ministério de Relações Exteriores da Rússia disse nesta quarta-feira que os "mísseis inteligentes" dos Estados Unidos deveriam visar terroristas e não o governo sírio, comentando o alerta do presidente norte-americano, Donald Trump, de um ataque de míssil contra a Síria; Zakharova disse que um possível ataque de míssil por parte dos Estados Unidos pode ser uma tentativa de destruir provas de um suposto ataque com armas químicas na cidade síria de Douma
O Ministério de Relações Exteriores da Rússia disse nesta quarta-feira que os "mísseis inteligentes" dos Estados Unidos deveriam visar terroristas e não o governo sírio, comentando o alerta do presidente norte-americano, Donald Trump, de um ataque de míssil contra a Síria; Zakharova disse que um possível ataque de míssil por parte dos Estados Unidos pode ser uma tentativa de destruir provas de um suposto ataque com armas químicas na cidade síria de Douma (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

MOSCOU (Reuters) - O Ministério de Relações Exteriores da Rússia disse nesta quarta-feira que os "mísseis inteligentes" dos Estados Unidos deveriam visar terroristas e não o governo sírio, comentando o alerta do presidente norte-americano, Donald Trump, de um ataque de míssil contra a Síria.

"Mísseis inteligentes deveriam voar na direção de terroristas e não na direção do governo legítimo que tem combatido o terrorismo internacional em seu território por diversos anos", disse a porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, em conta no Facebook.

Nesta quarta-feira, Trump advertiu sobre a iminente resposta de Washington para um suposto ataque químico na Síria, declarando que mísseis "inteligentes" estão a caminho e criticando Moscou por apoiar o presidente sírio, Bashar al-Assad.

Zakharova disse que um possível ataque de míssil por parte dos Estados Unidos pode ser uma tentativa de destruir provas de um suposto ataque com armas químicas na cidade síria de Douma.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247