Monica de Bolle sobre pandemia: EUA é um espelho do que vai acontecer no Brasil

Economista e professora da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, alerta para a reabertura prematura da economia nos dois países e sua consequência no ritmo de infecções e também na economia. Assista na TV 247

EUA são o espelho do que irá ocorrer no Brasil
EUA são o espelho do que irá ocorrer no Brasil (Foto: Reprodução | REUTERS/Bruno Kelly)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A economista e professora da Universidade Johns Hopkins (EUA) Monica de Bolle alertou, em participação no programa Boa Noite 247, que o governo brasileiro segue negligente no combate ao novo coronavírus. Ela afirma que os “EUA é um espelho do que vai acontecer no Brasil”, referindo-se ao aumento de contágio do vírus após a reabertura prematura de serviços no país. 

“Você reabre as atividades e as mortes não aumentam. Passa uma, duas, três semanas e todo mundo fica com aquela impressão de que nada de ruim irá acontecer. Quando se atinge a sexta ou sétima semana, após a reabertura, a curva empina e as contaminações aumentam”, explicou a economista que mora nos EUA e observou o país, que conseguiu atingir o platô [estagnação da curva de contágio da Covid-19] no mês de maio, enfrentar atualmente o aumento de contaminações. 

Ela também destacou que, no campo econômico, “existe uma falsa visão de recuperação após a reabertura dos serviços, mas que, na sequência, há o tombo”, por conta do aumento da curva de infecções gerado com o fim prematuro da quarentena. “Aqui nos EUA, Democratas e Republicanos já voltaram a debater um plano de ajuda fiscal”, informou.

“Não adianta brigar com o vírus, se você resolver encarar a Covid-19 vai pegar a doença”, concluiu. 

Inscreva-se na TV 247 e confira:

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247